slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img

Enquanto o Brasil parece andar pra trás com pressa em praticamente qualquer assunto, a Suécia se afirma cada vez mais como um desses...

Este prédio sueco foi construído e totalmente adaptado para ciclistas

💜
2017


Enquanto o Brasil parece andar pra trás com pressa em praticamente qualquer assunto, a Suécia se afirma cada vez mais como um desses países do futuro, onde tudo parece pensado para uma vida melhor não só para seus moradores, como para o país de forma geral e até mesmo para o mundo.


Se por aqui autoridades vêm recentemente desmontando malhas cicloviárias em grandes cidades, em Malmö, na Suécia, a bicicleta é de tal forma uma realidade, incentivada e utilizada, que por lá se construiu o primeiro edifício totalmente adaptado para a vida dos ciclistas e para suas bicicletas.

Os sete andares do prédio foram pensados para que as maiores dificuldades enfrentadas normalmente por ciclistas fossem superadas.

Corredores largos e espaço de sobra para que as bikes possam transitar é somente a primeira das diferenças do prédio, batizado de Cykelehuset Ohboy.

 

 

 

 


Os moradores naturalmente podem guardar suas bicicletas dentro de seus apartamentos, mas para se ter uma ideia do nível de adaptação e incentivo, o prédio não possui garagem para carros – a garagem é toda utilizada para estacionar bicicletas.

 


Além disso, os elevadores são mais largos, e da mesma forma as portas. Há lugares para se estacionar e trancar as bicicletas por todo o prédio, incluindo para as bicicletas de carga, ainda maiores e mais difíceis de se manobrar, e diversas rampas de acesso.

 

 

 


O futuro claramente vem sobre duas rodas, sem poluir o planeta e ainda servindo como exercício físico para os usuários, em corredores largos e locais devidamente adaptados para que o futuro possa chegar confortavelmente.

Não é por acaso que os Beatles são a banda mais estudada e pesquisada da história da música popular: para um beatlemaníaco, ou mesm...

Conheça o aposentado que acabou sem querer na capa do disco Abbey Road, dos Beatles

💜
2017


Não é por acaso que os Beatles são a banda mais estudada e pesquisada da história da música popular: para um beatlemaníaco, ou mesmo para alguém realmente interessado na música e na cultura do século XX, qualquer personagem que tenha minimamente se aproximado e feito parte da história da mais importante banda de todos os tempos merece atenção e curiosidade.

E uma questão frequentes surgiu a partir de setembro de 1969, quando Abbey Road, o último disco gravado pela banda, foi lançado, é: quem é afinal o homem na calçada, ao fundo à direita, olhando para os quatro músicos atravessando a rua na icônica foto da capa do disco?


A resposta surgiu cerca de um ano depois do lançamento do disco, quando o inglês Paul Cole olhou a capa do álbum em sua casa, enquanto sua esposa estudava ao piano a canção “Something”, de George Harrison, presente no disco, e foi tomado por espanto: aquela pessoa ao fundo da foto era ninguém menos que ele mesmo.

Acima, a capa original; abaixo, em detalhe, Cole ao fundo da foto
 

Cole estava com sua esposa na manhã do dia 8 de agosto de 1969, passeando pela rua onde a foto foi tirada, e decidiu descansar por ali enquanto ela seguia seu passeio por Londres. Ao parar para papear com um policial em uma viatura estacionada, ele reparou na foto sendo tirada. Mal sabia ele que passaria a constar em uma das mais memoráveis fotos e capas de disco da história.


Acima, Cole em detalhe, em mais de uma foto da sessão; abaixo, um registro de antes da foto da capa, com Cole também ao fundo


“Aconteceu de eu levantar os olhos e ver aqueles caras atravessando a rua, como uma linha de patos”, afirmou Cole. “Um bando de malucos, eu os chamei assim, porque eles tinham um visual bem radical para a época. Não se andava em Londres com os pés descalços.” Cole não era um fã da banda, mas sua imagem, porém, estará para sempre atrelada aos Beatles, especialmente depois das mais de 30 milhões de cópias – e consequentemente da foto, tirada por Ian Macmillan – vendidas de Abbey Road.

Acima, outra foto da sessão para a capa de Abbey Road; abaixo, Cole com o disco em mãos

Como tudo que diz respeito à banda, porém, há diversas teorias por trás de cada mínima história, e no caso de Cole não seria diferente. Diversos pesquisadores afirmam que a história de Cole é simplesmente uma invenção, criada por ele e reproduzida pela imprensa, e que o homem na capa do disco permanece um mistério.

Resolver tal dilema, porém, não é tarefa fácil, especialmente considerando que Paul Cole faleceu em 2008, aos 96 anos – ainda sem maiores admirações pela música dos Beatles, mas tendo realizado o maior photobomb da história.
 

© fotos: Ian Macmillan

Quem já atravessou o período escolar de sua vida sabe o quanto somos obrigados a estudar matérias que serão de pouco utilidade real e...

Compaixão por animais vira matéria em escolas púbicas e privadas na Índia

💜
2017


Quem já atravessou o período escolar de sua vida sabe o quanto somos obrigados a estudar matérias que serão de pouco utilidade real em nossas vidas – e, principalmente, o quanto deixamos de estudar assuntos que serão não só úteis como farão das crianças adultos melhores.

Imaginar quais seriam essas matérias realmente ‘importantes’ em um currículo escolar não é difícil, e a Índia decidiu levar tal imaginação à realidade.

Não foi por acaso que o líder indiano Mahatma Gandhi disse que a grandeza de um país pode ser medida pela maneira como esse país trata seus animais – esse é um assunto sério no país, e não só para as vacas, animais sagrados por lá.

A mais nova matéria incluída nas escolas públicas e privadas da Índia é justamente a Compaixão com os animais.

A iniciativa é uma parceria do governo indiano com as ONGs PETA e Animal Rahat, que lutam pelos direitos dos animais, como parte do programa educacional Compassionate Citizen.

 

 

 

 

Visando um futuro com menos atos de violência não só com animais em geral mas entre seres humanos, a instituição de uma educação humanizada propõe, no programa, o respeito como mensagem geral da educação e para a formação social dos indivíduos.


O intuito é ensinar o respeito, a empatia, a gentileza e a não-violência entre as crianças, antes que a cultura e a sociedade como um todo invadam a afeição que naturalmente os pequenos costumam sentir pelos animais.
 

O projeto já alcança mais de 21 mil escolas, impactando cerca de 4,3 milhões de crianças na Índia. Criar uma nova geração mais gentil, amorosa e empática deveria ser, afinal, a missão primordial de qualquer escola.

Grandes empresas de tecnologia são conhecidas por mudar os conceitos de escritório que conhecíamos na busca por melhorar a qualida...

Por que a Microsoft decidiu criar incríveis escritórios em casas na árvore

💜
2017



Grandes empresas de tecnologia são conhecidas por mudar os conceitos de escritório que conhecíamos na busca por melhorar a qualidade de vida dos funcionários e estimular sua capacidade criativa. E a Microsoft acaba de levar isso para um novo nível.

A última novidade da companhia nesse sentido é um conjunto de escritórios construídos em casas na árvore. A cerca de quatro metro de altura, cada um deles conta com conexão de internet e sistema elétrico para que qualquer dispositivo possa ser recarregado, e também com plantas e animais logo acima.



A ideia surgiu levando em consideração estudos que indicam que o contato com elementos da natureza estimula a criatividade, o foco e a felicidade. Bret Boulter, que comandou o projeto, diz ficar fascinado com como “as pessoas absorvem o ambiente e como isso muda sua percepção do trabalho e de como elas podem agir”.

As construções foram feitas por Pete Nelson, do programa de TV Treehouse Masters e foram criadas para se expandir junto com o crescimento das árvores. Pete acredita que cada escritório dure cerca de vinte anos, e que tenha uma vida útil “como qualquer outro ser vivo”.




Os escritórios precisam ser reservados para reuniões com antecedência, e já há filas de espera de funcionários do escritório da Microsoft em Redmond, Washington.

 

 

 

 

 

 
Fotos: Divulgação/Microsoft

O que dizer de um casamento que começa com um cachorro invadindo a cerimônia religiosa e insistindo em se deitar justamente em cima...

Casal adota vira-lata que ‘invadiu’ casamento e deitou em véu da noiva

💜
2017


O que dizer de um casamento que começa com um cachorro invadindo a cerimônia religiosa e insistindo em se deitar justamente em cima do véu da noiva? Que o casal está iniciando a vida a dois com muita sorte, claro! No caso do casamento de Marília e Matheus, não apenas o casal começou a jornada com o pé direito, mas também o cão.

Aquele cachorrinho maroto que queria participar do casório de Marília Pieroni e Matheus Martins em Laranjal Paulista, São Paulo, e que, mesmo colocado para fora, sempre voltava, teve um final muito feliz. Os recém-casados decidiram adotá-lo!

O peludo parece ter farejado bem onde procurar um lugar para adormecer, pois Marília ama animais e foi dela a ideia de procurar por ele depois. Comovida com o cão, ela saiu com o marido para tentar encontrá-lo, o que acabou acontecendo perto do bairro onde ocorreu o casamento.



O cãozinho, que agora se cama Snoopy, ganhou uma família e, obviamente, continuará dormindo onde bem entender.

 

 

 

 

 
Imagens: Arquivo pessoal

Câmeras escondidas podem capturar imagens muito engraçadas da vida animal. Usadas princ...

15 vezes em que câmeras escondidas revelaram o que os animais fazem quando ninguém está vendo

💜
2017

Câmeras escondidas podem capturar imagens muito engraçadas da vida animal. Usadas principalmente por caçadores, essas “armadilhas fotográficas” são remotamente ativadas e equipadas com um sensor de movimento ou infravermelho, que tira fotos automaticamente quando detecta alguma ação.
Essas câmeras também podem ser utilizadas para fotografia da vida selvagem, para segurança ou simplesmente para observação de movimentos animais em seu habitat natural.


Felizmente para nós, esta tecnologia tem outro benefício legal e inesperado: nos permite ver as coisas loucas que nossos amigos peludos fazem quando pensam que ninguém está vendo.
Confira algumas das mais hilárias imagens feitas por câmeras escondidas, reunidas pelo portal Bored Panda: [BoredPanda]



Selfie em uma festa louca 

Uivos

Gato selvagem pegando carona com búfalo

Você pode me dar uma mãozinha, mãe?

Esse cervo parece estar fugindo de um esquilo voador

Reunião

Raposa com oito filhotes

Esse cervo vai começar a odiar corujas

Câmera captura uma festa de guaxinins debaixo de um alimentador de cervos

Beijo secreto

Guaxinim montando um porco

Clube da luta

Estou chegando Alice!

Lontra jantando